Pelas Españas | Roteiro

No último fim-de-semana prolongado, fizemo-nos à estrada de coche até Espanha. Enquanto estava por lá contei-vos um pouco do que andava a fazer, mas hoje deixo-vos o roteiro completo da viagem. Que, como sempre, pode parecer louco e impossível de executar, mas acreditem que deu tempo para tudo, mesmo para esplanadar com unas cañas na frente.
A ideia começou em Salamanca, mas depressa estávamos a pensar em cidades da Extremadura e num piscar de olhos começamos o passeio pelo Alentejo. Foram quatro dias intensos mas muy buenos. E a minha teoria é sempre, mas descansar tinha ficado em casa…

Dia 1 – Saí de casa às 7h00 da manhã, com passagem no Porto para carregar o resto da trupe (e os mantimentos. Fizemo-nos à estrada em direcção a sul e chegámos à zona de Évora quase à hora de almoço. Primeira paragem no Cromeleque de Almendres e segunda no centro da cidade. Visitamos a Igreja de São Francisco e a Capela dos Ossos, passeamos pelo centro, passando pela Praça do Giraldo até à zona onde esperávamos encontrar o Templo de Diana. Não aconteceu, obras. Shame on you Évora.
A paragem seguinte da viagem era Vila Viçosa, onde queria entrar no Paço dos Duques de Bragança, fecha aos feriados, como assim? O dia estava enguiçado, atrações turísticas que abrem em horário de expediente é coisa difícil de entender. Já que os planos saíram furados, depois de meia dúzia de voltinhas no centro da vila, rumamos a Elvas. Mais uma bandeirinha. Já no final do dia, com o Sol a começar a pôr-se, e depois de ter explorado o centro histórico muralhado da cidade, rumámos finalmente às Españas, Mérida foi a primeira paragem. Jantamos num restaurante simpático com umas propostas mais alternativas, El Trasiego, e passamos lá a noite, no Hostal Imperial.

Dia 2 – O dia começou dedicado a explorar a cidade de Mérida, o centro da cidade não é tão incrível como o de outras cidades espanholas, mas para compensar, Mérida está repleta de vestígios romanos muito bem conservados. Visitámos a Arena e o Anfiteatro Romano, o Templo de Diana, a Ponte Romana, e vários outros calhaus que apareciam a cada virar de esquina, para terminar a visita à cidade, abancamos à sombra do Aqueduto para um pic-nic comme il faut. À hora mais díficil do dia estavamos a caminho de Trujillo, cidade pouco conhecida mas que vale muito a visita, com uma Plaza Mayor que sai um bocadinho daquilo que vemos noutras cidades espanholas e um casco viejo medieval muito giro. A meio da tarde estávamos a caminho de Cáceres, mesmo ali ao lado, para tentar perceber melhor porque foi esta a primeira cidade espanhola classificada património mundial pela UNESCO, os motivos saltam aos olhos. Um pequeno roteiro pelo centro histórico de Cáceres explica bem o porquê. Com as visitas do dia já terminadas, conduzimos até Plasencia, onde passamos a segunda noite.

Dia 3 – O terceiro dia de viagem começou pela simpática cidade de Plasencia. Foi uma surpresa muito agradável, a sua muralha bem preservada e as suas catedrais fazem valer a pena parar por lá. Era a nossa última paragem na Extremadura, antes de rumarmos à Sierra de Francia para uma tarde de passeio menos citadina e mais em contacto com a natureza. A primeira paragem estava prevista para o Miradouro que permite ver o Meandro del Meleno, a famosa curva do rio Alagón. E o miradouro estava lá, a água do rio é que não. Depois disso exploramos os pequenos pueblos da Sierra de Francia, com destaque para La Alberca e Mogarraz. Super pitorescos, duas aldeias fora do roteiro tradicional mas que justificam o desvio. Ao final do dia voltamos à cidade, o destino final era Salamanca, foi por lá que jantamos na esplanada do Las Tapas de Gonzalo, bem no meio da Plaza Mayor iluminada, para terminar o dia em beleza.

Dia 4 – O último dia começou com a visita ao centro histórico de Salamanca. Não falta o que visitar na cidade, desde a Plaza Mayor, à Universidade de Salamanca, às suas igrejas e catedrais ou à famosa Casa das Conchas. Percorremos durante a manhã a cidade, antes de pegar no carro e começar a viagem de regresso a Portugal. Pelo caminho, a última paragem antes de chegar à fronteira foi na simpática cidade de Ciudad Rodrigo, que não é a mais incrível de sempre mas que nos recebeu bem e proporcionou o último almoço de tapas da viagem. Depois disso foi voltar à estrada, Vilar Formoso, Porto e finalmente casa onde ainda cheguei com luz do dia, a tempo de descansar para no dia seguinte voltar ao trabalho.

Tal como prometi em relação aos posts sobre o fim-de-semana em Londres, espero ir intercalando os posts sobre esta viagem entre os da Ásia, pelo menos haverá post sobre os locais assinalados a negrito no roteiro.

A propósito da atualidade, que continua muito incerta em Espanha, mostro-vos algumas das bandeiras com que a viagem nos brindou, nunca tinha visto tantas, e mostram bem de que lado estão estes espanhóis no meio da questão catalã.

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!
- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

Leave a Reply