Viver Phnom Penh | Cambodja

Uma das coisas que pior correu no planeamento da viagem foi o tempo que dedicamos a Phnom Penh. Não sei bem porquê, mas estivemos quase para nem passar por lá (ou melhor, até sei, porque li em vários sítios que não valia muito a pena) e no fim das contas adorei a cidade. Foi uma pena termos passado apenas uma noite por lá, e no futuro – caso surja nova oportunidade – certamente darei outra chance à capital do Cambodja.

Foi uma surpresa óptima de começo de viagem, depois de todos os percalços pelo caminho. À chegada, encontrei uma cidade muito mais limpa, organizada e verde do que estava a contar. Ampla, com trânsito não demasiado caótico e com uma relação óptima com o rio.

O centro da cidade, e as suas principais atrações são todas walking distance e próximas do Mekong, uma avenida paralela ao rio, de passeios largos e hotéis, mercados, cafés e restaurantes, bem como ruelas mais pequenas mas simpáticas, repletas de motorizadas e tuc-tucs compõem o caos organizado que me encantou na cidade.

A cidade parecia viva e agitada ao longo de todo o dia, mas ao cair da noite mesmo em frente ao nosso hotel, esta espécie de malécon asiático encheu-se de crianças que brincavam e rapazes que jogavam à bola com uma pena, num fut-vólei improvisado, enquanto jovens casais aproveitavam uma hora de menos calor para passear.

Phnom Penh conquistou-me e recomendo que criem a oportunidade para a viver um pouco, e não só passear por lá a correr. Não se vão arrepender.

Podem consultar outros posts sobre a cidade aqui:

(+) Palácio Imperial em Phnom Penh

(+) Prisão S21 | Museu do Genocídio

(+) Wat Phnom

(+) Museu Nacional do Cambodja

2 Comments

  1. Terra Vista da Lua

    October 4, 2017 at 9:03 pm

    Bandeira de Portugal na primeira imagem? 😛
    Já tinha ouvido coisas muito positivas acerca da cidade, acho que quando for para esses lados lhe dedico algum tempo 🙂

    1. Inês

      October 9, 2017 at 5:39 pm

      Muito bem visto. Não faço a menor ideia que bandeira era aquela, estou a reparar nela pela primeira vez…

Leave a Reply