Querido Pai Natal… #3

E chegados quase ao fim de Novembro, aqui ficam mais algumas sugestões. O fim-de-semana que vai entrar é loooongo, eu vou estar pela Suíça a aproveitar os mercados de Natal (e o frio!) mas o Pai Natal pode entretanto aproveitar para andar às compras, ou pôr os duendes a fabricar presentes, por isso e para que ideias não faltem…

Querido Pai Natal,

Espero que te encontres de saúde desde a última vez que falamos, a minha semana não foi das melhores, se tu estiveste de saúde eu estive (quase) às portas da morte #exagerada com um vírus expresso que me atirou para a cama, mas passou depressa. #sourija
Estive por aqui a pensar e recolher ideias e hoje trago-te uma lista de livros que estou mesmo a precisar de ler. Já te contei que ando uma menina bem comportada que lê muito e portanto precisa de ajuda para ir compondo as estantes que isto é coisa para causar um rombo descomunal na carteira de uma pessoa. Portanto aqui ficam os meus pedidos para leituras em 2018, alguns são “repetidos”, como estes volume II e III do assim nasceu Portugal, já li o I em 2016 e quero saber o que vai acontecer, de que forma é que o D. Afonso Henriques vai chegar a roupa ao pelo à mãe, o grande parvo. Depois há o último da trilogia dos infernos do José Rodrigues dos Santos, eu juro que não vou ler mais nada deste cromo, mas li os outros dois – enganou-me bem – e agora não resisto a saber o fim da história. A minha indignação é pelo facto do tipo ter partido literalmente um livro em três, os outros dois volumes acabam do nada, sem fim nenhum, imagina tu. É mesmo na base, ides comprar o próximo, que vos lixais, e cá estou eu – lixada. Pronto. Mas não quero o outro dele “Sinal de Vida” já não posso com os livros “científicos”. E é isto, enquanto não me passar a raiva, só quero este “Reino do Meio”.
Voltando aos presentes de Natal, ainda me falta este do Ken Follett, parece-me uma boa ideia, e também estou curiosa para ler o último do Gonçalo Cadilhe – livros e viagens é sempre um bom mix.
E pronto, Pai Natal, assim de repente não me lembro de mais livrinho nenhum, mas também tu não te preocupes muito, que qualquer livrinho é sempre bem-vindo (com um talão de troca no meio, heheh). Eu resolvo o problema depois, caso no meio da confusão resolvas dar-me um livro de auto-ajuda do Gustavo Santos ou qualquer coisa do género.
Beijinhos às renas, aos duendes e demais habitantes da Lapónia. Deseja-me sorte para este fim-de-semana no frio e até breve.

Inês

 

1 Comment

  1. Terra Vista da Lua

    November 30, 2017 at 9:58 pm

    Hahahahahaa, livro de auto-ajuda do Gustavo, hahahahahahahahahaha. Ri-me mesmo =)

Leave a Reply