Ronda das Almas | Luang Prabang

Talvez já tenham ouvido falar da Ronda das Almas, talvez não. Eu não conhecia o ritual até começar a explorar um pouco melhor o Laos e o que fazer/visitar durante a nossa estadia em Luang Prabang. Mas é inegável a importância da cerimónia na vida da cidade. E grande parte dos turistas acordam com o nascer do Sol para poder assistir.

Todos os dias ao Nascer do Sol, os monges budistas passam pelas ruas das cidades a recolher donativos alimentares que a população distribui. Não percebo lá muito de budismo, confesso, mas pelo que percebi a doação é uma parte importante da religião e os monges são figuras bem importantes na sociedade, desde pequenos que os jovens se juntam à comunidade budista de um templo para se tornar monge e isso é uma honra enorme para as suas famílias.

Tradicionalmente rapam o cabelo e vestem aqueles panos típicos cor-de-laranja e entram num regime rígido de rituais, rezas e vida espiritual. Um monge não o é necessariamente para sempre, e pode mais tarde retomar a vida familiar.

A cerimónia da Ronda das Almas, ocorre todos os dias ao nascer do sol nas ruas centrais de Luang Prabang e devem estar sentados/ajoelhados no chão quando os monges passam com os seus recipientes vazios para receber os alimentos que lhes vão oferecer. Apesar de se tratar já de um acontecimento meio turístico (arranjam facilmente quem vos venda qualquer coisa para oferecer) carrega também simbolismo e é uma experiência bem diferente. Vale apenas madrugar uma vez para assistir.

Leave a Reply