Sliema Marina Hotel | Onde se alojar em Malta?

A escolha do hotel é sempre um passo fundamental em qualquer viagem e vai certamente condicionar a experiência global de viagem. Tornando-a muito melhor ou um desastre. Na minha viagem recente a Malta estudei cuidadosamente a escolha do hotel tendo em conta a relação preço/localização. Como marquei tudo muito em cima da hora as melhores zonas já estavam a preços impossíveis, mas tudo o que queria fazer na ilha em tão pouco espaço de tempo obrigava a uma excelente localização na relação com os transportes públicos. A escolha recaiu sobre Sliema e não poderia ter sido mais acertada.

Onde se alojar em Malta?

O local mais óbvio é a capital Valletta.
Não fossem as restrições orçamentais e teria certamente ficado por aqui. O ambiente da cidade pareceu-me bem interessante, há alguns acessos ao mar (espécie de praias na cidade) e é o centro da rede de transportes públicos da ilha.
A segunda opção é ficar na zona de Sliema e St. Julians. Um pouco a norte da capital, separadas pelas baías e portos de mar, estas são as zonas mais turísticas da ilha. Estão carregadas de hotéis, lojas, cafés e restaurantes. Oferecem tudo que o turista pode precisar a preços mais camaradas. Não tão óptimos como a partir de Valetta mas os transportes são ainda muito bons, tem como senão o facto de ser pouco genuíno.
Apesar de tudo o que disse atrás, a ilha de Malta é bem pequena e portanto nenhum recanto da ilha é exatamente longe de tudo, assim ficar no Norte da ilha próximo das praias de areia ou num pequeno hotel de charme isolado também pode ser uma boa opção caso tenham alugado carro e não dependam de transportes públicos. Vão estar no máximo a uns 30 km de onde quer que seja, nada que seja problemático.

Vista do topo do prédio para a marina, com Valetta ao fundo.

Sliema Marina Hotel

Localização:
Eu escolhi este hotel simples bem de frente para o porto de Sliema, do outro lado da baía de Valetta.
Achei que a localização era imbatível porque saiam ferrys para Valetta do outro lado da rua e imensos autocarros para a central às portas da capital. Para além disso havia ainda autocarros diretos para alguns pontos importantes como o porto de Cirkewa (de onde partem os barcos para Gozo e Comino) ou para a antiga capital Mdina.
Para além disso a região em redor do hotel tinha imensas opções de bares e restaurantes, lojas e zonas comerciais e ainda uma pequena praia/acesso ao mar com uma vista incrível para a cidade.

Praia mais próxima do Sliema Marina hotel, 500 metros.

Comodidades:
O hotel tinha três estrelas mas não era nada do outro mundo, decoração muito simples e básica com os mínimos. No andar térreo tinha um restaurante/café com acesso à rua e um restaurante no piso superior onde serviam jantares e os pequenos-almoços.
O maior plus em termos de serviços era o terraço no último piso, com uma série de espreguiçadeiras e um jacuzzi com uma vista incrível para a baía, o porto de mar e a capital Valetta.
A internet era bastante boa em todas as zonas do hotel.

Terraço do Marina Sliema Hotel

Quartos:
Eu fiquei num quarto individual e não tenho grande história para contar. O básico, bem simples, não muito grande, mas ok para meia dúzia de noites. Com casa de banho privativa, limpinho. Tinha uns amenities básicos mas renováveis diariamente e um secador quase normal, o que ganha logo um lugarzinho no meu coração. Ar condicionado bem bom, fundamental face às temperaturas exteriores.

Sem dúvida voltaria a tomar a mesma decisão. Cumpriu a missão de me facilitar a vida durante a viagem e dar-me o conforto necessário para descansar depois de dias de passeio e calor imenso.
Podem fazer reservas no hotel através do meu link associado do Booking aqui abaixo:

(+) Sliema Marina Hotel | Sliema, Malta

Podem ver mais detalhes sobre a minha viagem nos posts abaixo

(+) Roteiro de 3 dias em Malta e Gozo

Leave a Reply