Região de Bordéus | Da Baía de Arcachon ao Vale da Dordonha | Roteiro de fim-de-semana

No último fim-de-semana fui até à região de Bordéus. De voos comprados a 30 euros nos saldos da Black Friday. Estas oportunidades não se podem deixar escapar e portanto, apesar da viagem ter sido curta, foi bem aproveitada. Deu para o campo, a praia e a cidade.
Foi uma surpresa bem agradável! Fica o roteiro. 

Dia 0 – Saímos na sexta ao final da tarde do Porto. O voo aterra em Bordéus depois do jantar e foi só o tempo de levantar o carro de aluguer e rumar até ao Hotel F1 Bordeaux Ville. A opção mais económica que encontramos, e que só vale a pena se estiverem de carro, pois é um pouco afastado do centro da cidade.

Dia 1 – Saímos da cidade quase de madrugada, o roteiro do dia era ambicioso e tínhamos bilhetes para as grutas de Lascaux IV às 09h00 da manhã, por isso arrancamos cedo. Visitamos a réplica principal do sítio arqueológico e o seu museu interativo até por volta das 10h30, de lá rumamos até à capital da região da Dordonha, Sarlat-la-Canéda.
Era dia de mercado na cidade, o que possibilitou – para além da visita ao seu centro medieval – um pequeno-almoço reforçado de provas de enchidos, queixos, azeitonas e petiscos regionais variados. Superb!
De lá seguimos até duas das “Les plus beaux village de France”: Roque Gageac, onde fizemos um passeio de barco para conhecer os castelos ao longo do Rio Dore, e Beynac et Cazenac, onde finalmente paramos para uma cerveja gelada.
A tarde já ia quase a meio e era hora de voltar a rumar na direção de Bordéus, desta vez para parar em Saint Emilion, explorar o seu centro histórico e conhecer os vinhedos da região. O dia já ia longo mas ainda não tinha terminado, e aproveitamos que o sol se põe depois da hora nesta época do ano para conduzir até à costa e acabar o dia na duna du Pilat – a maior duna de areia natural da Europa – um cenário inesquecível para finalizar um dia em cheio. Antes de voltarmos à cidade e ao hotel ainda houve tempo para jantar na baía de Arcachon, ostras, o prato mais típico da região.

Dia 2 –  O último dia de viagem foi bem mais calmo e inteiramente dedicado à cidade de Bordéus. Conseguimos descansar um pouco mais, rumar até ao centro e explorá-lo a pé. Ver montras, testar um copo de Bordeaux e aproveitar o dia.
É fácil visitar o centro histórico a pé, a principal artéria (Rua de Santa Catarina) é paralela ao rio e se a percorrerem, desde a Porte d’Aquitaine até à Ópera com uns pequenos desvios para conhecer a catedral de Santo André e o cartão  – postal da cidade – a Praça da Bolsa (virada ao rio), vão ficar com uma boa ideia da cidade.
Ao final da tarde apanhámos o voo de regresso a casa.

Foi um fim de semana corrido, como quase todas as minhas viagens, mas que valeu muito a pena. Fica aqui o primeiro cheirinho dos dias que passamos por lá. Em breve escreverei posts um pouco mais detalhados – com algumas das dezenas de fotografias tiradas – sobre cada uma das zonas de visitamos.

(+) Roteiro de 1 dia em Bordéus

(+) Duna du Pilat e Baía de Arcachon

(+) Saint-Emilion e os seus vinhedos

(+) Arte rupestre em Lascaux

(+) Passeio pelo Vale da Dordonha

 

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!

  • Reservas de alojamento em Booking.com
  • Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
  • Pede já o teu cartão de crédito Revolut sem custos, e fica isento de taxas e comissões em pagamentos e levantamentos de dinheiro noutras moedas

Qualquer dúvida, manda-me um mail e posso ajudar no que precisares.

*Esta publicação contém links afiliados

Leave a Reply

Planeia a tua viagem! Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo. São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada! Reservas de alojamento em Booking.com Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide Pede já o teu cartão de crédito Revolut sem custos, e fica isento de taxas e comissões em pagamentos e levantamentos de dinheiro noutras moedas Qualquer dúvida, manda-me um mail e posso ajudar no que precisares. *Esta publicação contém links afiliados