Safari no Parque Nacional Etosha | Namíbia

Provavelmente quando pensam numa safari em África, a Namíbia não é a primera opção que vos vem à mente. A mim também não, mas conforme comecei a pesquisar um pouco mais sobre as opções no país, o Parque Nacional Etosha estava sempre presente. E a hipótese de fazer o meu primeiro safari foi demasiado tentadora. Não me arrependi nem por um momento.

Detalhes práticos – como se aventurar no Etosha?

É possível partirem à aventura de forma completamente autómona. Podem alugar um carro em Windhoek e conduzir até ao Parque Nacional do Etosha, as estradas não são boas (de todo!), mas o trânsito é praticamente nulo. Tirando a questão da mão inglesa, não será de todo um problema.
Uma vez chegados ao Parque também podem comprar de forma independente o bilhete de acesso e seguindo as regras gerais do parque, navegar por lá ao vosso ritmo e ficar alojado nos alojamentos locais.

Não diria que é perigoso, se seguirem as regras impostas de nunca se afastar dos trilhos nem sair do carro, mas não aconselho por uma única razão: procurar animais e perceber os sinais da Natureza não é bem para amadores, os condutores e guias tem um conhecimento enorme da região e dos hábitos da bicharada, vocês vão contar apenas com a sorte de se cruzarem com ela.

O nosso tour com a Chameleon Safaris Namibia

Tal como já referi noutro post, nós optamos por fazer um tour em overland que incluía o Etosha Park. Assim viajamos num camião todo kitado, com teto de observação e um guia que há anos que todas as semanas está no Etosha (ou quase!). Desta forma conseguimos em dia e meio de game drives ver dezenas de zebras, gnus e springbocks – muito fácil porque há aos milhares – ter alguns encontros imediatos com as mais elegantes girafas. Ver duas manadas de elefantes mesmo à nossa frente. Alguns rinocerontes. E uma leoa sequiosa num dos water holes.
Para além de muitos outros bichinhos menos conhecidos que iam aparecendo pelo caminho.

Foi mesmo giro e emocionante, acho que o primeiro safari a gente nunca esquece <3
Mas deixo-vos algumas fotografias, porque faltam as palavras.

Alojamento no Parque Nacional do Etosha

Durante os dias que passamos no Etosha ficamos alojados uma noite no interior do parque, no Halali Campsite. As condições do parque são ótimas, nós ficamos em bungalows privados com wc, super espaçosos e com tudo o que faz falta, mas há também opcões mais económicas e zonas de acampamento e de estacionamento de vans. Todos os parque têm zona de churrascos onde podem fazer a vossa refeição ou opção de bar/restaurante. E uma piscina comum. Mas o ponto alto do espaço é o miradouro com vista para um waterhole, uma das melhores opcões para ver animais ao nascer ou pôr-do-sol, já que a bicharada passa toda por lá para beber. (A internet é um problema – fraca e paga-se!)

No último dia ficamos alojados mesmo à saída do parque no resort Etosha Village, uma opção com um pouco mais de glamour para quem vai até ao Etosha. Os bungalows eram ótimos, as áreas comuns muito giras, um bar maravilhoso e uma piscina para partilhar com a fauna local. Watch out!

Outros passeios para além dos Game Drives

Para além dos momentos de game drive clássico também fizemos uma visita ao “salt pan” no interior do parque natural. Um gigante manto branco de sal, onde já não há vida. Um clássico para aquelas fotografias icónicas que brincam com as distâncias e as perspetivas.

(+) Windhoek, a porta de entrada na Namíbia

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!
- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

Leave a Reply