De barco pela Ria de Aveiro | #EuFicoEmPortugal

10 de Junho de 2020, o primeiro feriado depois de um longo período de confinamento em Portugal (e no mundo). A desculpa ideal para ir um pouco mais longe do que o raio a partir de casa permite e rumar a sul, até à região de Aveiro, para reencontrar amigos e promover um pouco do turismo sustentável e local.
Um dia passado em redor da Ria de Aveiro. Espreitem aqui esta experiência e atrevam-se a repeti-la, não se vão arrepender.

A convite da Sterna, e na companhia da Raquel e do Tiago do 365dias no mundo, os planos para o dia iriam girar em redor de uma experiência nova – um passeio em barco solar pela Ria de Aveiro.
Não queriamos um dia muito complicado, nem cheio de atividades, queriamos passear tranquilamente, pôr a conversa em dia e desfrutar do sol que nos acompanhou desde a primeira hora, e pelo qual quem trabalhou em casa nos últimos meses muito ansiava. Por isso, à navegação juntamos um almoço nos famosas hambúrgueres do café Ramona, em Aveiro, e um passeio por entre casinhas às cores e as dunas ventosas da praia da Costa Nova.
Foi um programa perfeito.

Passeio em barco solar pela Ria de Aveiro

O dia amanheceu lindo, e às 10h da manhã embarcamos junto ao cais de embarque Marinha da Passagem.
A Sandra e o Estevão, casal apaixonado (um pelo outro e) pela ria que gere o Gaivinha (o barco solar), estavam tão entusiasmados com esta viagem – de regresso à normalidade possivel – como nós e aguardavam-nos ansiosos e cheios de histórias para contar.

Por entre canais e salinas, pelas lagunas, cruzando-se com pescadores e pequenas ilhotas, com a vegetação rasteira da ria, e à descoberta da fauna local, passamos duas horas tranquilas e relaxadas, num silêncio apenas quebrado pelo som da água e dos animais, do nosso riso que ecoava ou de um bom dia esporádico aos pescadores da região.

Adorei o passeio e ainda tivemos um miminho suplementar, um pequeno lanche com direito a espumante, fruta fresca e doces típicos da região. A cereja no topo do bolo!

“A Ria de Aveiro formou-se no século XVI, como resultado de um recuo do mar e
posteriormente, uma formação de cordões litorais e que originaram uma laguna. Constituiu-se assim um dos mais importantes e maiores acidentes geográficos da costa portuguesa. Mas tal nunca teria sido possível sem a existência do rio Vouga, que nasce na Serra da Lapa, mais concretamente, no Chafariz da Lapa, em Viseu. Ao longo do seu percurso, o Vouga vai distribuído riquezas pelas terras onde passa. Mas é depois de passar a vila de Cacia, no distrito de Aveiro, que as suas águas se ramificam num sem número de canais de terreno baixo, onde coexistem ilhas e ilhotas, dando início à formação da Ria tal como a conhecemos.” Sterna

Para mais detalhes sobre os passeios de barco solar na Ria de Aveiro, podem entrar em contacto com a Sterna.
E leiam o post detalhado sobre a história da Ria de Aveiro com todos os detalhes práticos sobre este passeio no blogue 365diasnomundo.

(+) Sterna Boat Tours

(+) Passeio de barco na Ria de Aveiro | 365diasnomundo

Hambúrguers no Ramona

Situado no número 12 da rua Eça de Queirós, na cidade de Aveiro, o café Ramona foi-me apresentado como sendo “o spot” local. Ponto de encontro e reunião de várias gerações e local de eleição dos estudantes da cidade.
Há várias décadas na vida do aveirenses, o seu cartão postal são os hambúrgueres. E eu posso dizer que fiquei rendida àquela fatia de bacon com cebola caramelizada que acompanhava o molho em cima da carne.
Recomendo que passem por lá na próxima visita a Aveiro.

Passeio pela Costa Nova

O passeio pela Costa Nova não foi uma estreia, já havia estado por lá há muitos anos atrás, quando ainda não havia blogues, nem redes sociais, nem fotografias instagramáveis. As casinhas às riscas e o seu potencial de registo fotográfico foram a desculpa ideal para voltar, passear na marginal voltada à ria e pelas dunas viradas ao Atlântico, enquanto digeriamos o almoço.
Zona balnear de eleição, as praias de Ílhavo – no distrito de Aveiro – tem todos os senãos do Norte de Portugal (“algum” vento e água “não tão” quente) mas paisagens belíssimas e extensos areais. A época balnear vai reabrindo aos poucos e para além de uns quantos corajosos a fazer praia, havia já bastantes veraneantes de passeio e a aproveitar o sol nas esplanadas reabertas.

Deixo-vos com algumas das fotografias que tiramos por lá, espero que vos abram o apetite e que se sintam entusiasmados com a ideia de sair de casa (em segurança) e (re)descobrir Portugal.


Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!
- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

1 Comment

  1. Raquel Morgado

    June 24, 2020 at 7:07 pm

    És sempre bem-vinda. Falta subir o farol e mais umas coisinhas.

Leave a Reply