Pegada Zero | Melgaço | No topo Norte de Portugal

A convite do Município de Melgaço, e a propósito de mais uma iniciativa Pegada Zero, que decorre anualmente no concelho, estive no topo norte de Portugal no primeiro fim-de-semana de Junho.
Foram dois dias intensos, cheios de atividades diversas, com o melhor que Melgaço tem para oferecer.
Deixo aqui um relato da minha experiência por lá, com sugestões do que visitar, das atividades a não perder e (claro!) do que comer e beber na região, ou não estivessemos no epicentro da produção de vinho Alvarinho.

Castro Laboreiro – às portas do PNPG

Lamas de Mouro, uma das portas de entrada do Parque Nacional da Peneda Gerês, bem próximo da aldeia raiana de Castro Laboreiro. Os últimos anos tem atraído cada vez mais turistas a esta região, e uma curta visita permite facilmente perceber porquê. A Natureza envolvente, a história associada à povoação e as recentes atividades radicais/de natureza disponíveis compõem o pacote de atrações.
No dia que passeio por lá fizemos durante a manhã um percurso de canyoning com a Montes Laboreiro, almoçamos – com vista para o castelo – e durante a tarde fizemos um trilho interpretativo na serra com a JustNatur.
Tenho de confessar que a temperatura da água do rio Laboreiro foi o momento mais difícil do meu dia, apesar do equipamento super completo disponibilizado, ainda sobravam as mãos em contacto com a água, mas isso não impediu que a aventura fosse um sucesso.
Depois de recuperar alguma energia com um belo repasto voltamos à serra e fizemos um trilho simples, que permitiu desfrutar da paisagem envolvente e perceber um pouco melhor a fauna e flora locais. Terminamos com um lanchinho simpático, prontos para regressar à sede de concelho – Melgaço.

O destino de Natureza mais radical de Portugal

Este é o slogan de Melgaço, e talvez não ande longe da verdade. O ex-libris dos desportos radicais no concelho, há já vários anos é a descida do Rio Minho de rafting. Já havia vivido a experiência pelo menos duas vezes há muitos anos, foi uma ótima oportunidade para voltar ao raft e à água e aproveitar um manhã de sol para descer o Rio um pouco ao sabor da corrente, um pouco à base de remada. Com um bocadinho de emoção à mistura.
É um programa que recomendo imenso para grupos. Super animado, com possibilidade de brincadeiras, paragem para banhos e uma dose qb de emoção. Desta vez a descida foi feita com a Melgaço Whitewater, mas em tempos havia já testado a Melgaço Radical. Vão bem servidos de qualquer das formas, profissionais competentes e que gostam do que fazem, é notório e reflete-se na experiência.

Termas de Melgaço

Desde finais do séc. XIX que as duas fontes de água de nascente das termas de Melgaço são usadas pela população para consumo e fins terapêuticos. Muito conhecidas na região estão inseridas num grande parque verde ideal para passeios e para além do edifício do Monumental Buvete – que vale a visita por si só e onde nós almoçamos – tem atualmente instalações novas de apoio ao balneário que tornam a sua utilização muito agradável. Podem consultar os preçários de tratamentos ou utilização das piscinas interiores aqui, e passar um dia muito agradável por lá.

Alvarinho (e gastronomia no Alto-Minho)

Impossível visitar Melgaço e não ter como ponto central da visita o seu mais famoso Vinho Verde – o Alvarinho. Possível de encontrar apenas numa região bem delimitada do país, nos concelhos de Monção e Melgaço, não deixem escapar a oportunidade de visitar uma das quintas produtores, as vinhas, e de se atirarem de cabeça às provas.
Tivemos oportunidade de visitar a Quinta do Regueiro, onde fizemos uma visita guiada na adega e aprendemos um pouco mais sobre a produção do Alvarinho e estivemos também na Quinta de Folga, do grupo Soalheiro, onde foi servido um jantar exclusivamente harmonizado com diferentes vinhos alvarinho. Uma experiência incrível e que podem repetir, contatem a equipa da quinta no link que deixam e podem organizar uma experiência semelhante para o vosso grupo. Posso dizer que o jantar estava divinal, confecionado com produtos da quinta, nomeadamente os enchidos de porco bísaro que são o carro chefe da ementa.
Deixo-vos com algumas fotografias que mais facilmente ajudam a abrir o apetite.

Spa para cabras nos “Prados de Melgaço”

A última experiência fora da caixa foi a visita à Prados de Melgaço e ao seu “spa” para cabrinhas, onde podem relaxar e produzir o melhor leite para fazer queijos. Foi uma experiência gira conhecer o espaço e provar os queijos, claro está. Como não podia deixar de ser, recomendo o de Pimentão e Alvarinho.

Esta viagem foi realizada a convite do Município de Melgaço e inserida nas atividades temáticas do Evento Pegada Zero.

Outras atividades de Natureza no Norte de Portugal

(+) Ao Longo do rio Lima

(+) Parque Biológico de Vinhais

(+) O que fazer em Boticas

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!
- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

Leave a Reply