O que ver e fazer em Holbox | México

Nas duas últimas noites que passei no México, e após uns dias mais agitados com muitos quilómetros percorridos, na península do Yucatán, decidi que iria descansar um pouco na ilha de Holbox. O objetivo era apanhar um pouco de sol mas tentar evitar as enchentes de turistas e resorts de Cancún e da Riviera Maya. Acho que tomei a decisão certa, a pequena ilha à entrada do golfo do México foi o destino ideal para fim de férias. Caso estejam a pensar passar alguns dias por lá, deixo aqui as minhas sugestões sobre o que ver e fazer em Holbox.

Holbox é uma pequena ilha a norte da península do Yucatán, no México. Durante muito tempo uma comunidade piscatória, foi recentemente descoberta pela indústria do turismo, mas mantém ainda algumada sua originalidade e está longe do registo resort mais que monopolizou a Riviera Maya.
É um pequeno paraíso, na fronteira entre o Mar das Caraíbas e o Golfo do México, onde podem passar uns dias mais relaxados, pé na areia.

Fazer o passeio das três ilhas

É o passeio mais clássico que vão encontrar por lá. Eu fiz com a turística Moguel (recomendada pelo meu alojamento) mas todas as agências vão oferecer o mesmo passeio e preços semelhantes – 500 pesos mexicanos.
O passeio de meio dia (cerca de 3h), passa por 4 pontos principais:
– Navegação até Punta Mosquitos, a zona ocidental da ilha, zona protegida com praias praticamente desertas, onde nem é possível atracar por questões de conservação da natureza. É uma Reserva Natural.
Yalahau, e o seu cenote. Na verdade já não é uma ilha, é no continente. Um cenote aberto onde podem dar um mergulho e passar um bom bocado, no meio de uma mata exuberante. Não percam a oportunidade de subir às torres de observação e contemplar a Natureza circundante. Oportunidade para se cruzarem com crocodilos – vimos um (ao longe!)
Isla Pásion, foi a minha paragem favorita. Uma extensão imensa de água pelos tornozelos, bancos de areia sem fim. Um passeio incrível onde em algumas épocas do ano é ainda possível ver flamingos. Infelizmente não tive essa sorte.
Isla Pájaros, zona por excelência para observação de pássaros. Não percebo muito do assunto, mas veem-se de todos os tamanhos e feitios, a deambular na beira da água, a voar por cima das copas das árvores e a “aterrar” nos ninhos. Ótima paragem para amantes da fauna local, com vários pontos de observação.

Desfrutar da praia (e de um beach club)

Aproveitar o sol e o mar é o motivo principal dos dias nas ilhas. Ao longo de toda a linha de costa há imensos hoteis, para várias categorias e carteiras, com beach clubs e zona de estar junto à areia. Ficar alojado por aqui é sempre uma ótima opção, mas se preferirem não gastar tanto dinheiro podem fazer como eu e escolher um hotel mais próximo do centro da vila de Holbox (significativamente mais baratos) e usufruir na mesma desta zona. A maior parte dos hotéis permitem o acesso aos beach clubs por não hóspedes. Alguns cobram uma “entrada” onde pode estar incluído ou não algum consumo e outros permitem ainda estar por lá apenas mediante consumo, como um qualquer café/restaurante. Escolhi o beach club da Mawimbi Hotel, a uma curta caminhada para oeste a partir da praia de Holbox (depois do famoso hotel Las Tortugas) e passei uma tarde ótima, entre o sol, a sombra e o mar, com o meu livro. Sem grandes movimentações, serviço impecável, distância entre mesas e espreguiçadeiras. Ótimo para relaxar.

Explorar a pequena vila de Holbox

Com um espírito mesmo pé na areia, até porque as “estradas” não tem mais do que areia e terra batida, a pequena vila tem uma vibe simpática, cheia de pequenos hotels e pousadas engraçadas, cafezinhos e restaurantes ao ar livre, lojinhas e barracas de rua com artesanato local. Tudo em tons coloridos, espírito México total. Uma das atrações da vila são os murais com grafittis de personalidades mais ou menos conhecidas, cores vibrantes e bom astral. Ótimo local para hosdedagem mais em conta e próximo de tudo.

Experimentar comida mexicana, versão frutos do mar.

Até chegar aqui tudo o que foi tacos, torquillitas e afins que comi no México vinham recheados das mais variadas carnes, eram as opções maioritárias e aquelas a que me atirei sem contemplações. O cenário mudou completamente assim que cheguei à praia, ainda para mais numa zona famosa pela sua comunidade piscatória. Mudei o chip e só comi coisas do mar.
Tacos de peixinho fresco, carpaccio de polvo, ceviche, lagosta grelhada (um dos ex-libris da ilha).
Há peixe e mariscos apresentados das mais variadas formas e feitios. Sempre fresquissímos e ótima opção. Comia em Holbox fácil, fácil durante semanas a fio. Tudo acompanhado por umas Coronas fresquinhas. Não tem erro.

Mais o que ver e fazer em Holbox

Há várias outras atividades sugeridas nas ilhas, a maioria delas está sujeita à época do ano em que viajam. Acabei por não experimentar nenhuma delas mas deixo aqui algumas sugestões.
– Tour da Bioluminescência (fenómeno mais forte entre Junho e Setembro, possível durante todo o ano)
– Desova das tartatugas (entre Maio e Agosto)
– Nadar com tubarões-baleia (entre Maio e Setembro)

Dicas práticas

Apesar de ser uma ilha, sem acesso automóvel, é muito fácil chegar e circular em Holbox. Se chegarem ao aeroporto de cancún e quiserem vir diretos para aqui, há imensas opções de transfer que vos trazem até ao porto de Chiquilá onde podem apanhar o ferry. Se estiverem de carro na região, há também imensos parque de estacionamento em Chiquilá, a poucos metros do ferry onde podem estacionar por 100 pesos mexicanos por dia.
O ferry até Holbox demora pouco mais de 20 minutos e há duas empresas que fazem a viagem, a Holbox Express e a 9 Hermanos. O preço é fixo, 220 pesos por trajeto e uma das empresas sai às horas certas e a outra às meias-horas. Não tem o que enganar, é chegar e comprar bilhete para a saída seguinte.

Uma vez em Holbox, a pequena vila é mesmo à saída do porto e se ficaram alojados por lá podem facilmente caminhar até ao hotel. Caso tenham escolhido alojamento numa das praias mais distantes chamem um táxi. Funcionam em carrinhos de golfe e são o único transporte da ilha.

Eu fiquei alojada do hotel Aurora, um simpático hotel boutique bem no centro da vila de Holbox. Localização perfeita e decoração moderninha e confortável. Foi uma ótima opção na relação qualidade/preço. Não foi um problema para mim que estive por lá apenas duas noites, mas aponto como único problema do alojamento não ter condições para ttomar um café, o pequeno-almoço ou guardar uma bebida no frio. É exclusivamente alojamento. Se estiverem ok em fazer todas as refeições na rua, escolha perfeita.

(+) Hotel Aurora | Holbox | Booking.com

(+) Roteiro de 1 semana no México

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!

- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Faz as tuas reservas de automóveis em DiscoverCars

- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

2 Comments

  1. Raquel Morgado

    March 25, 2022 at 7:18 pm

    Belas fotos! Fiquei agora com o México na lista…

    1. Inês

      March 26, 2022 at 10:31 am

      Eu também tenho de voltar. Para conhecer Campeche, os Chiapas e Oaxaca! 🙂

Leave a Reply