Saragoça | O que ver e fazer na capital de Aragão

Um fim-de-semana prolongado de outono foi a desculpa ideal para uma escapadinha no país vizinho. Passei uns dias em Saragoça, cidade onde já tinha estado por muito poucas horas há uns anos atrás, e que não desiludiu. deixo-vos as minhas sugestões sobre o que ver e fazer em Saragoça, capital da região espanhola de Aragão.

1. Saragoça Romana

Saragoça foi a importante cidade romana de Caesaraugusta, fundada no século I antes de cristo e que rapidamente se tornou a povoação mais relevante no vale do Ebro. Localizada no que é hoje o casco histórico da cidade é possível visitar imensos vestígios em diferentes zonas do centro. Durante a minha visita à cidade visitei o Museu do Teatro Romano e o Museu do Fórum Romano, bem ao lado da SEO na Praça central da cidade. Podem ainda conhecer o Museu das Termas Romanas e o Museu do Porto Romano, na margem do rio Ebro. Para além disso não percam a estátua de César Augusto, imperador romano que inspirou o nome da cidade e que fica mesmo em frente ao mercado, numa zona em que ainda podem ser vistos alguns vestígios da Muralha Romana que cercava a cidade.

2. Saragoça Árabe

A presença árabe na cidade, que se deu entre oas séculos X e XII depois de cristo, tem ainda um grande testemunho presente. O Palácio da Aljaferia, mandado construir por al-Muqtadir na segunda metade do século XI, no apogeu da presença muçulmana na cidade. Juntamente com a Mesquita de Córdoba e com a palácio de Alhambra em Granada, é considerado um dos três edifícios mais relevantes da arquitectura hispanomulçulmana. Foi declarado património mundial pela UNESCO em 1986. Depois de tomada a cidade pelos cristãos, em 1118, foi residência oficial dos reis de aragão, aquartelamento militar. Sofreu grandes reformas ao longo dos tempos e foi finalmente restaurado no século XX, acolhendo hoje a sede das cortes de Aragão. Recomendo que marquem bilhetes com antecedência e que não percam a visita, podem consultar mais detalhes sobre preços e horários aqui.

(+) Roteiro na Andaluzia

3. Em redor da Catedral de Nossa Senhora do Pilar

A Catedral-Basílica de Nossa Senhora do Pilar é o coração da cidade. A tradição católica diz que no século I depois de cristo Nossa Senhora apareceu ao apóstolo tiago quando ele rezava nas margens do Rio Ebro, sobre um pilar. É a primeira aparição mariana relatada, mais especificamente uma bilocação já que à data a mãe de jesus vivia na Palestina. No local foi construída uma pequena capela que com o tempo se foi reconvertendo na Catedral-Basílica de Nossa Senhora do Pilar. Na mesma praça podem ainda encontrar a Catedral de São Salvador de Saragoça (La Seo), a catedral original da cidade.
Recomendo a visita ao interior das catedrais, bem como a subida às cúpulas da basílica, a vista para a cidade vale a pena. Entre a Praça de Nossa Senhora do Pilar e a Praça de Espanha têm as ruas do Casco Viejo, uma mistura de zona comercial e restauração. Muitas lojinhas, bares, cafés e restaurantes que vale a pena explorar com alguma atenção.

4. Pueblos de Aragão

Em redor da cidade de Saragoça, por toda a região de Aragão, há uma série de pequenas aldeias e vilas que merecem a visita. O tempo era curto e acabei por passar apenas um fim de tarde em Sos del Rey Catolico, a terra natal de Fernando de Aragão. No entanto há várias opções interessantes, com destaque para Albarracín (a minha próxima escolha), que podem ver em detalhes na lista de Los Pueblos más bonitos de España.
Sos del Rey Catolico é uma vila medieval fortificada, o seu centro histórico está bem perservado e, para além do passeio pelas ruelas da antiga judiaria, podem visitar a Torre de Menagem do Castelo e o Palácio de Sada, onde nasceu em 1452 Fernando II de Aragão, o Católico, e onde hoje podem visitar uma exposição alusiva à sua vida.

5. Gastronomia local

Saragoça é a quinta maior cidade de Espanha, com cerca de 675 mil habitantes e uma mistura cultural imensa. Há grande comunidades imigrantes na cidade nomeadamente dos países latino-americanos que partilham a língua de Cervantes. Essa influência nota-se na vida da cidade, nomeadamente na sua culinária. Há ótimos espaços para fazerem uma volta às Américas sem sair de Espanha. Restaurantes cubanos, peruanos, colombianos, chilenos, argentinos, tudo que possam imaginar. Durante os dias que passei por lá tive opotunidade de provar iguarias cubanas no El Paladar e ser convidada para um almoço de domingo caseiro de Bandeja Paisa (uma espécie de feijoada colombiana). Claro que uma vez em Espanha também não podia deixar escapar alguns clássicos, o meu desayuno favorito, pulpo a gallega ou uns ovos rotos.

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!

- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Faz as tuas reservas de automóveis em DiscoverCars

- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

1 Comment

  1. 三五笑话

    January 20, 2023 at 12:54 pm

    不知道说啥,开心快乐每一天吧!

Leave a Reply