O que é que o Alto Alentejo tem?

Não é a região mais conhecida do país em termos turísticos, mas não faltam locais interessantes e muito o que fazer no Alto Alentejo. No Verão passado passei um fim-de-semana prolongado por lá, e trago-vos todas as dicas neste post. Vamos descobrir o que é que o Alto Alentejo tem.

Alter do Chão

Não foi a minha primeira visita a Alter do Chão, já havia estado aqui há uma série de anos para visitar a Coudelaria Real, um programa diferente que vale a pena fazer. Mas desta vez a visita foi mais curta, e houve apenas tempo para ir até ao centro da cidade onde podem visitar o Castelo de Alter do Chão e, tal como nós, almoçar no Pateo Real, que se apresenta como um laboratório gastronómico no coração do Alentejo e que cumpriu as expectativas. Os pratos eram diferentes, bonitos e muito saborosos.
– Coudelaria Real de Alter do Chão, podem saber mais detalhes sobre as visitas aqui. É possível conhecer o recinto, saber um pouco mais da história da coudelaria e do cavalo puro sangue lusitano, e ainda ter a oportunidade de fazer um passeio de charrete, um batismo a cavalo ou aulas de equitação mais avançadas. Ótimo programa para miúdos e graúdos.-

Castelo de Vide

A imagem de Castelo de Vide ao longe é o seu melhor cartão-postal. A muralha medieval bem conservada destaca-se no topo de uma colina rodeada pelo casario branco que assenta no verde circundante e é logo encantamento à primeira vista. Quem passa, quer conhecer. Já era o nosso objetivo, mas a empolgação ainda cresceu mais à chegada.
Uma vez no centro da vila não deixem de visitar a zona central, em redor da Praça D. Pedro V, onde vão encontrar a Igreja Matriz e a Câmara Municipal e a zona mais comercial da vila (recomendo que parem na loja Vargem – uma proposta alternativa com produtos nacionais giríssimos – e que almocem no Pirolito Wine & Tapas. Ambos aprovadíssimos!).
Depois disso podem fazer uma pequena caminhada, subindo a Rua de Santa Maria até ao Castelo Medieval. A fortificação está muito bem conservada, podem caminhar pela muralha e apreciar a paisagem para a vila e para a região envolvente. Depois disto, é descer novamente mas em direção contrária até à Antiga Judiaria. Aqui é possível visitar a Sinagoga de Castelo de Vide e passear por ruinhas bem conservadas e floridas na Primavera. Da sinagoga desçam até à Fonte da Vila, um dos símbolos da localidade.
Antes de partirem para novo destino, espreitem um dos monumentos megalíticos da região, nós escolhemos o Menir da Meada, e olhando para aquele gigante de pedra compreendemos um pouco das dificuldades do Obelíx.

Marvão

A pequena aldeia de Marvão está na moda. Tivemos muito azar no dia em que subimos a montanha porque o São Pedro não colaborou e a aldeia estava envolta numa névoa cerada, digna do regresso de D. Sebastião. Pouco ou nada conseguimos ver e acabamos por descer ao vale, na base de Marvão e explorar um pouco mais o que a região tem para oferecer. Visitamos o conjunto arqueológico das ruínas de Ammaia, povoação romana da região de Emerita Augusta (atual Mérida), com museu explicativo associado. Bastante interessante e didático.
Por fim, fomos até à Praia Fluvial da Portagem, e apesar do tempo não estar para banhos, estava para almoços, e acabamos a comer um belo repasto de carnes de caça no Restaurante Mil Homens, famoso na região.

Portalegre

Não é exatamente a capital de distrito do país com mais atrativos turísticos, nem a mais famosa localidade do Alto Alentejo, mas Portalegre merece a visita se andem na zona e não me arrependi de ter ido até lá. O centro histórico é facilmente explorado a pé entre o triângulo composto pela Praça da República, a Sé Catedral e o Castelo – que estava temporariamente fechado e não conseguimos visitar -. Achei as ruelas bem simpáticas e merecedoras de uma oportunidade. A hora escolhida foi um final de dia e as cores do pôr do sol douraram a paisagem em redor para a visita.
Num registo completamente diferente, aproveitamos para visitar a Igreja de Santo António, fora do centro da cidade, numa zona social e residencial, do arquitecto Carrilho da Graça. Um desenho fora da caixa, inesperado . Mixed feelings em relação aos volumes exteriores mas uma luz interior que me cativou. Passem por lá.

Amieira do Tejo – Barragem do Fratel

Os passadiços estão na moda, e ninguém escapa a isso. As margens do rio Tejo não são excepção e a região entre a Barca da Amieira e a Barragem do Fratel já tem um conjunto de passadiços para chamar de seu.
Não fizemos o percurso completo, já que era hora de almoço e o calor começava a pertar. Aproveitamos para fazer um pic-nic na margem do rio, explorar um pouco do percurso e caminhar até à Ponte Suspensa e conhecer o Skywalk (Miradouro Transparente) com vista para a barragem.

Sugestão de Alojamento – Pensão Destino

Foi assim que começou a ideia de ir até ao Alto Alentejo, a Raquel (@365diasnomundo) descobriu este alojamento e ficamos logo de olhos arregalados e com vontade de experimentar. Uma antiga estação de caminho de ferro reconvertida em Alojamento local é uma ideia original e o resultado foi muito bem conseguido. Tivemos ainda a sorte de ter o alojamento só para nós naquele fim-de-semana. Uma casinha completa para desfrutar. As zonas comuns estavm bem equipadas, sala, zona de refeições e pequeno-almoço completo. Os quartos eram simpáticos, com casa de banho privada. A linha desativada rendeu umas fotos bem giras. Experimentem e venham aqui contar que tal.

(+) Pensão Destino | Booking.com

Outros destinos no Alentejo

(+) O que visitar em Évora | Alentejo

(+) Cromeleque de Almendres | Alentejo

(+) Elvas | Alentejo

(+) Vila Viçosa | Alentejo

Planeia a tua viagem!

Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo.
São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada!

- Faz as tuas reservas de alojamento em Booking.com
- Faz as tuas reservas de automóveis em DiscoverCars

- Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide
- Faz o teu Seguro de Viagem antes de partir, oferecemos 5% de deconto através da IATI Seguros


Qualquer dúvida, manda-me um e-mail e posso ajudar no que precisares.
*Esta publicação contém links afiliados

Leave a Reply