Borough Market | Londres

A frase “os mercados estão na moda” já foi dita neste blogue vezes sem conta, e é mesmo verdade. Todas as cidades que se dizem modernas já inventaram um mercado para chamar de seu, e cada bairro já quer o seu próprio mercado. Mas se algumas tiveram quase de criar de raiz os seus mercados fancy, Londres já tina imensos, que passaram apenas a ser mais trendy e a estar na moda.

Read more

Dica de alojamento | Airbnb East London

No final de Setembro, como já perceberam pelos posts anteriores fui para Londres, e desta vez num registo a solo, o que trás sempre uma preocupação extra – o preço do alojamento. Viajar sozinho é óptimo, eu gosto da liberdade de passar uns dias sem ninguém em qualquer canto do mundo, a sensação de que o tempo estica vale a pena, mas tem um enorme senão – O rombo no orçamento por não ter com quem dividir as despesas!

Read more

Coppa Club | Tower Bridge, Londres

Ao fim de algumas viagens a um mesmo destino, começamos a perder um pouco a vontade de correr para ver o Big Ben, e a procurar curtir um pouco mais outro lado da cidade, como se fosse a nossa própria cidade.
Este fim-de-semana que passei em Londres foi um pouco assim, e correr a Picadilly ou ao Buckingham Palace já não foi uma prioridade. Há sempre duas coisas que são óptimas para aproveitar uma cidade, cafés/restaurantes e museus/exposições.

Read more

Imperial War Museum | Londres

Tal como vos tinha dito, por entre os posts sobre a grande viagem de Verão à Ásia, vou publicando alguns posts sobre as pequenas escapadelas de fim-de-semana que tenho feito desde que cheguei. Em tempos decidi fazer publicações por ordem cronológica, mas estamos sempre a mudar de ideias – Assim nem vocês se fartam de estar sempre a ouvir falar do mesmo. o feed fica mais variado, e eu não me esqueço do que fiz. Porque os posts sobre a Ásia vão ser taaaantos que temo ainda estar a falar do mesmo na Páscoa do próximo ano.

Voltando a Londres, hoje venho falar-vos um bocadinho do museu que escolhi visitar para o fim-de-semana de Setembro que passei na capital inglesa. O Imperial War Museum.

Read more

Cambridge #2

Depois do passeio de barca pelo rio Cam, e no tempo que nos restava, percorremos as ruas do centro da cidade, com os seus parques verdes, edifícios históricos e igrejas originais. Vimos o ‘outro lado’ dos Colleges – aquele que não está virado ao rio Cam – e passeamos pelo mercado que decorria em Market Hill.Cambridge é uma cidade pacata e muito cuidada, é visível a ‘dependência’ do meio Universitário, mas pode proporcionar um dia de passeio muito agradável, com os seus bares e pubs típicos, lojinhas engraçadas em edifícos bem cuidados e estudantes com ar bem interessante 🙂 Recomendo a visita e voltaria, sem dúvida, numa próxima oportunidade. Espero que tenham ficado com vontade de conhecer Cambridge.

Read more

Cambridge, uma surpresa agradável.

Depois de marcar os voos para a viagem da última semana apercebi-me que íamos ter várias horas de espera no aeroporto de Stansted-Londres, tanto na ida como na vinda. De imediato comecei a procurar onde ir, o que visitar, em alguma cidade mais próxima do que Londres nas horas que tínhamos de espera. E a resposta óbvia foi Cambridge. Fica a cerca de 35min de comboio do aeroporto de Stansted, dá para apanhar o comboio no próprio aeroporto (a estação fica no piso -2) e há vários comboios directos por dia e outros em que é necessário trocar de comboio, mas nada de muito complicado. O bilhete de ida e volta custou 14£ mas valeu bem o dinheiro… Para começar (outra dica preciosa) resolvemos levar as malas connosco para Cambridge, em vez de deixá-las no aeroporto onde cada locker por um dia custava 10£ (inconveniente de viajar low cost, não há connecting flights), e arriscar procurar onde deixá-las lá mesmo na estação. Foi a decisão mais acertada, havia uma loja de bicicletas mesmo ao lado da estação que oferecia esse mesmo serviço por apenas 3£. Maravilha. Já que assim é resolvemos logo começar o dia gastando as 7£ que tínhamos poupado num belo pequeno almoço inglês, que para nós já quase era um almoço – há horas que estávamos acordadas -, que mostrei aqui. Com o estômago bem mais recomposto fomos a pé até ao centro da cidade e à zona dos famosos Colleges que se estendem ao longo do rio Cam. Não é muito fácil passear pelas laterais do rio em muitos sítios porque os terrenos pertencem às faculdades, apesar de haver várias pontes para atravessar o rio optamos por fazer um passeio de barco que nos permitiu explorar aquela zona de uma maneira que não seria possível ‘a pé’. O passeio foi num dos tradicionais barcos planos empurrados à vara e rendeu dezenas de fotografias incríveis, as imagens falam por si…                  

Read more