Rituais nos Ghats.

Conhecido entre os Indianos pelas suas águas sagradas, o rio Ganges é a maior atracção da cidade de Varanasi. Milhares de Indianos deslocam-se diariamente à cidade para se poderem banhar nas suas águas e de lá sair purificado. É também comum, entre os habitantes da cidade, banharem-se diariamente no rio ao nascer do dia e antes de começarem com a sua rotina diária. Devido às características religiosas e espirituais deste lugar é também uma ambição de um hindu poder passar os últimos dias da sua vida em Varanasi e morrer e ser cremado junto ao Ganges onde as suas cinzas deverão ser deitadas. Estes rituais de cremação ocorrem 24h por dia nos Ghats de Varanasi. Assistir a ambos os rituais – os banhos e a cremação – no passeio de barco que fizemos ao nascer do Sol do segundo dia em Varanasi. Visitamos o local de cremação (não foi possível tirar fotos ao perto) e vimos e ouvimos as explicações de como ocorre todo o processo para que alguém possa ser cremado aqui. São imagens impressionantes, uma experiência única. É um daqueles lugares a visitar uma vez na vida.

Read more

Nascer do Sol no Ganges.

No segundo dia em Varanasi acordamos ainda de noite para poder fazer um passeio de barco no Ganges com a primeira luz da manhã. A luz do nascer do Sol no rio e nos Ghats é única e valeu bem a pena a hora da madrugada a que tivemos de nos levantar. As imagens falam por si.

Read more

Cerimónia sagrada do pôr-do-sol nos ghats.

Depois da viagem mais louca de sempre pelas ruas de Varanasi, chegamos finalmente aos ghats, mesmo a tempo das cerimónias de homenagem que acontecem todos os dias depois do pôr-do-sol na beira do rio Ganges, no Dasaswamedt Ghat, um dos mais famosos da cidade.
Toda a cidade de mobiliza para este ritual e os turistas podem assistir a partir de um dos centenas de barcos que se aglomeram no rio a essa hora.
Para os indianos esta é uma cerimónia de agradecimento, em que durante quase uma hora os sacerdotes hindus usam fogo, água, flores, danças e música para agradecer ao Ganges. Ao mesmo tempo centenas de velas são também ‘oferecidas’ ao rio, a minha também deve estar algures por lá, ainda a navegar.
read more

Read more

A viagem mais louca de sempre – rickshaw em Varanasi.

Depois da Índia imperial dos sultões e marajás, que conhecemos em Jaipur e Agra, chegou a vez de embarcar na Índia espiritual e profunda. O nosso regresso a Déli depois da passagem por Agra foi apenas estratégico e o objectivo era apanhar um avião para a cidade mais sagrada do hinduísmo, Varanasi. O primeiro impacto foi avassalador, Varanasi foi sem dúvida a cidade mais autêntica e caótica por onde passamos. E pouco depois de termos chegado, pousado as nossas coisas no hotel, estávamos a sair para a viagem mais louco de sempre, que nos levaria até aos ghats. De rickshaw – porque em algumas zonas os carros não passam – e juntamente com tuc-tucs, vacas, motas e pessoas que aparecem na tua frente vindas do nada ou então em contramão.  Segurem-se que não há capacetes! 

Read more

Planeia a tua viagem! Se quiseres planear a tua viagem de forma independente, tal como eu faço, usa os links que deixo abaixo. São parceiros de confiança, podes conseguir alguns descontos, e ajudar-me a manter o blogue. Obrigada! - Reservas de alojamento em Booking.com - Procura o melhor tour/passeio para explorar o destino pretendido em GetYourGuide Qualquer dúvida, manda-me um mail e posso ajudar no que precisares.