Travessia Tallin – Helsínquia

O voo que saiu de Londres levou-nos directamente para Tallin, onde chegamos já de “noite” – como quem diz, estavamos no hotel às 22:00 mas noite que é bom nem vê-la – vai daí, fomos directas para a cama, porque no dia seguinte, o barco que nos levaria a passar o dia em Helsínquia saía às oito da manhã e era preciso chegar com antecedência para as formalidades do embarque. O barco é indiscritívelmente grande, quem pensa que vai encontrar um ferry simpático para fazer uma travessia de cerca de 80 km, desengane-se. A viagem é efectuada por verdadeiros navios de cruzeiro, cheios de cafés, bares, restaurantes, lojas de tudo e mais alguma coisa (dutty free) andares de cabines com pequenos quartos individuais, decks e mais decks. Para além dos porões de carga gigantescos onde estacionam, para além de carros, dezenas de camiões TIR.

Para além do barco (navio?) em si, que já nos levaria horas para explorar em condições, a paisagem durante a viagem, que dura cerca de 2h30, é fantástica.
Disfrutar da vista do horizonte, em mar alto e com o tempo fantástico que estava, por si só já tornariam o passeio agradável. Mas a entrada em Helsínquia, que se estende por dezenas de pequenas ilhas, à volta do centro na parte “continental” é a cereja no topo do bolo. Uma imagem que só é possível ter nesta época do ano.
As cores do mar, do céu e das ilhas justificam a viagem. read more

Read more

Cambridge, uma surpresa agradável.

Depois de marcar os voos para a viagem da última semana apercebi-me que íamos ter várias horas de espera no aeroporto de Stansted-Londres, tanto na ida como na vinda. De imediato comecei a procurar onde ir, o que visitar, em alguma cidade mais próxima do que Londres nas horas que tínhamos de espera. E a resposta óbvia foi Cambridge. Fica a cerca de 35min de comboio do aeroporto de Stansted, dá para apanhar o comboio no próprio aeroporto (a estação fica no piso -2) e há vários comboios directos por dia e outros em que é necessário trocar de comboio, mas nada de muito complicado. O bilhete de ida e volta custou 14£ mas valeu bem o dinheiro… Para começar (outra dica preciosa) resolvemos levar as malas connosco para Cambridge, em vez de deixá-las no aeroporto onde cada locker por um dia custava 10£ (inconveniente de viajar low cost, não há connecting flights), e arriscar procurar onde deixá-las lá mesmo na estação. Foi a decisão mais acertada, havia uma loja de bicicletas mesmo ao lado da estação que oferecia esse mesmo serviço por apenas 3£. Maravilha. Já que assim é resolvemos logo começar o dia gastando as 7£ que tínhamos poupado num belo pequeno almoço inglês, que para nós já quase era um almoço – há horas que estávamos acordadas -, que mostrei aqui. Com o estômago bem mais recomposto fomos a pé até ao centro da cidade e à zona dos famosos Colleges que se estendem ao longo do rio Cam. Não é muito fácil passear pelas laterais do rio em muitos sítios porque os terrenos pertencem às faculdades, apesar de haver várias pontes para atravessar o rio optamos por fazer um passeio de barco que nos permitiu explorar aquela zona de uma maneira que não seria possível ‘a pé’. O passeio foi num dos tradicionais barcos planos empurrados à vara e rendeu dezenas de fotografias incríveis, as imagens falam por si…                  

Read more

Istambul #4 – Do Bósforo até ao mar de Mármara

Tiramos um dia inteirinhos para passear de barco e conhecer o que está para lá de Istambul turístico.

Partimos de manhã e a primeira paragem foi na Ásia. No lado asiático da cidade de Istambul, apesar de ser muito parecido, é uma única cidade, acaba por notar-se alguma diferença na organização da cidade, estes mini autocarros azulinhos que preenchiam as ruas foram o mais notório. 

Estivemos por lá até à hora de almoço, quando partimos, mais uma vez de barco, em direcção ao Mar de Mármara e às Prince’s Islands. A viagem é muito traquila e a paisagem giríssima. Acabamos por parar na ilha de Heybliada onde almoçamos um peixinho fresco antes de nos pormos a caminho para atravessar a ilha até ao lado das praias. Passamos umas duas horitas entre banhos de Sol e banhos de mar numa água de cerca de 21/22ºC. Perfeito! Infelizmente no final do dia tivemos de fazer todo o caminho de volta para regressar… Uma vez que a ilha está interdita a trânsito automóvel pode dar-se uns belos passeios de charrete, não experimentamos.


Read more

Around the world… I

Resolvi inaugurar hoje um novo separador em que faço uma compilação de posts acerca de viagens… Começo com fotografias tiradas numas férias no Egipto, um ano antes da confusão estalar por lá. Espero que tenham oportunidade de lá ir um dia, se possível depois das coisas acalmarem. Egipto – Páscoa 2010

Cairo – Gizé

Cruzeiro no Nilo – Egipto Faraónico

O Nilo

Cairo Islâmico

Praça Tahrir – antes de tudo começar…

Os mercados

Alexandria – A porta para o ocidente

Biblioteca Moderna de Alexandria construída sobre o local onde pensam ter sida a biblioteca da Antiguidade How to read Arabic? Forte de Alexandria – construído com as pedras que pertenceram ao farol da Antiguidade

Read more