Make love, not walls! | Cisjordânia

Uma das “atrações” turísticas ao redor de Jerusalém, quando percorrem os territórios próximos da Cisjordânia é o muro de separação entre os territórios. Ele está presente em todo o lado, cria verdadeiros guettos e chamar-lhe atração é sempre complicado, mas foi mais ou menos isso o que se tornou, principalmente pelos seus grafitis de intervenção que se tornaram mais famosos devido à divulgação feita pelo artista britânico Banksy.

Read more

Ramallah | Cisjordânia

Os acontecimentos recentes fizeram-me voltar aos posts sobre o Médio Oriente, e depois da passagem pelo Muro das Lamentações no início da semana, tínhamos que vir até ao outro lado da barricada – infelizmente num sentido quase literal – e chegar à Cisjordânia. Este era uma dos passeios mais aguardados da viagem, talvez não seja aquilo que muitos chamam de bonito, mas foi sem dúvida o mais marcante de toda a estadia na Terra Santa. Hoje mostro-vos Ramallah, a sede da Autoridade Palestiniana na Cisjordânia.

Read more

Myanmar com Sandra Barão Nobre | Magellan Route

Cinco países vizinhos: China, Laos, Tailândia, Bangladesh e Índia. Cento e trinta e cinco grupos étnicos, a maioria dos quais fala a sua própria língua. Noventa porcento de budistas. Mais de três mil e quinhentos anos de história durante os quais ergueram-se reinos grandiosos, repeliram-se sucessivas invasões, construíram-se diversas capitais, sucumbiu-se aos colonizadores europeus, lutou-se pela independência, mudou-se diversas vezes de nome e caiu-se nas malhas de uma ditadura militar sanguinária que só agora, passados mais de cinquenta anos, parece dar sinais de afrouxar. Assim é Myanmar, o segundo maior país do sudeste asiático e aquele que mais tempo permaneceu envolto nas brumas do isolamento.

Read more

Bairro Judeu | Muro das Lamentações | Jerusalém

Comemora-se hoje o septuagésimo aniversário da fundação do Estado de Israel, e para não deixar passar em branco a data simbólica os EUA decidiram juntar-se à festa e oficializar hoje a transferência da sua embaixada de Telavive para Jerusalém. À hora que vos escrevo já morreram dezenas de pessoas em Gaza e algumas centenas ficaram feridas na resposta israelita às contestações palestinianas. Este é o mundo em que vivemos e a solução para tudo isto não só não está à vista, como parece cada dia mais distante.

Read more

Japão, Magellan Route | Viagem confirmada

Rufar de tambores!
Vamos mesmo ao Japão 🙂
Agosto aproxima-se a passos largos e a decisão tinha de ser tomada, ainda temos um grupo pequeno, mas vamos mesmo ao Japão este Verão.
Quem mais se quer juntar a nós, prometo uma aventura inesquecível na terra do Sol Nascente.

Podem consultar mais detalhes sobre a viagem aqui:

(+) Japão, entre a tradição e a modernidade – 12 a 21 de Agosto com Inês Miranda

E qualquer dúvida entrem em contacto comigo ou diretamente com a Magellan Route através do magellanroute@gmai.com read more

Read more

Agradecimento

Queria aproveitar para agradecer a todos os meus leitores queridinhos que votaram em mim para o Momondo Bloggers Open World Award. Foi simpático ter tanto gente a dar-me energias positivas, mas a verdade é que isto é um blogue de amigos, ainda temos muito que pedalar até ser mundialmente famosos, heheh. E portanto, exacto, não fui selecionada.

Fica para a próxima, mas vocês estão cá dentro na mesma! Obrigada!

Read more

Hanoi Citadel and Ho Chi Minh Mausoleum

In our last day in Vietnam’s capital, Hanoi, we spent the morning visiting both Ho Chi Minh Mausoleum Complex and Hanoi Citadel as they are side by side in the same region of the city. Although Hanoi Citadel was not so impressive as Hue Citadel, visiting the Ho Chi Minh Mausoleum was an extraordinary experience.

No último dia em que estivemos na capital do Vietname, Hanoi, passamos a manhã a visitar o Complexo di Mausoléu do Ho Chi Minh e a citadela de Hanoi. Embora a citadela de Hanoi não seja tão impressionante como a de Hue, visitar o Mausoléu do Ho Chi Minh foi uma experiência incrível.

Read more

Aos 44 anos de Abril.

Abril tinha 14 anos quando eu nasci.
Lembro-me, como se tivesse sido ontem, das comemorações dos 25 anos e das certezas que na época tinha de que 25 anos eram várias vidas.
Hoje celebramos os 44 anos e pergunto-me como passa o tempo a voar. Parece que foi ontem, cada vez mais é preciso relembrar as conquistas todos os dias, e este continua a ser o meu feriado favorito. A casa já tem cravos vermelhos espalhados pelas jarras, vi hastear a bandeira nacional ao som do hino na Praça da República (cá no meu pequeno burgo),  e um dia gostava de descer a av. da Liberdade nesta data – quem sabe nos 50 anos, que por este caminho são quase amanhã.
O mundo é um lugar estranho, muitas vezes incompreensível, mas sempre incrível e cheio de oportunidades para viver a liberdade conquistada. Façam o favor de não a desperdiçar.
Abril Sempre! read more

Read more

Inline
Inline