Arromanches

“Durante a Segunda guerra Mundial, a pequena vila, que fica localizada entre dois morros escarpados, foi escolhida pelos aliados para receber um dos dois portos artificiais “Mullberry”, que foram utilizados para desembarque de tropas e equipamentos. Remanescentes deste porto, nomeado pelos Ingleses “Porto Winston”, em homenagem ao seu idealizador, Sir Winston Churchill, ainda hoje podem ser observados na praia de Arromanches.”

Read more

Omaha Beach

“Omaha Beach foi o nome de código para um dos cinco sectores destinados à invasão dos Aliados ao território da França controlado pelas forças alemãs, em 6 de junho de 1944, durante a Segunda Guerra Mundial. A praia está localizada na costa da Normandia, em território francês e de fronte ao Canal da Mancha. Os desembarques naquela zona eram necessários para unirem as duas frentes ofensivas, ligando o Exército Britânico, que tinha desembarcado a leste em Gold Beach, com as forças americanas, que tinham chegado pelo oeste em Utah Beach, promovendo assim uma contínua pressão contra a ocupação alemã.”

“Quase nada saiu como havia sido planeado para os desembarques na Praia de Omaha. Dificuldades na navegação fizeram com que a maioria das lanchas de desembarque errassem seus destinos ao longo do dia. As defesas eram inesperadamente pesadas, e infringiram muitas casualidades às tropas americanas. Sob fogo cerrado, os sapadores tiveram grandes problemas para livrarem a praia dos obstáculos; mais tarde forçando os desembarques a prosseguirem pelos poucos canais já libertados. Enfraquecida gravemente pelas casualidades recebidas ainda no desembarque, as tropas sobreviventes foram incapazes de libertarem as saídas fortemente protegidas da praia. Isto causou ainda mais problemas e consequentes atrasos nos desembarques seguintes. Pequenas penetrações puderam ser empreendidas pelos grupos sobreviventes improvisando ofensivas, escalando os morros entre os pontos mais intensamente protegidos. read more

Read more

Pointe du Hoc

“Durante a Segunda Guerra Mundial, a Organização Todt construiu ali uma posição de artilharia fortificada, que consistia de cinco casamatas para abrigar peças de artilharia de 155 mm Skoda, capturadas aos Checos. Esta posição visava defender a praia a leste de Pointe du Hoc que veio a ficar conhecida com o nome de código de 

Omaha beach read more

Read more

Utah Beach

Utah Beach, nome de código para o flanco direito, o mais ocidental, do desembarque Aliado durante a invasão da Normandia, a 6 de Junho de 1944. Não fazia parte dos locais de desembarque nos planos iniciais, mas a disponibilidade de recursos permitiu a sua inclusão. A quarta divisão de infantaria norte-americana desembarcou nesta praia com cerca de 5km de extensão, naquela madrugada do dia D com relativa facilidade, quando comparada com outros dos cinco locais escolhidos.

 

Read more

Le Mont Saint-Michel

Le Mont Saint-Michel é sinónimo de chuva e temporal. Diz quem por lá anda que chove 365 dias por ano, e nós, como não podia deixar de ser, apanhamos um dia daqueles. Estava um dia feio, escuro, cinzento e choveu a potes. Ao entrar no carro, para o regresso, quase conseguia espremer a roupa de tinha dois aquários dentro dos sapatos. Mas valeu a pena. A ilha onde está construída a Abadia de São Michel está ligada a terra por uma pequena estrada (há uma navette que leva os turistas desde o “continente” até à ilha) e fica praticamente rodeada de água quando a maré sobre. As pequenas casas e a Abadia encavalitadas pela encosta da pequena formação rochosa são realmente incríveis. “Crê-se que a história da abadia do monte Saint-Michel remonte a 708, quando Aubert, bispo de Avranches, mandou construir no monte Tombe um santuário em honra a São Miguel Arcanjo (Saint-Michel). No século X os monges beneditinos instalaram-se na abadia e uma pequena vila foi-se formando aos seus pés. Durante a Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra

, o Monte Saint-Michel foi uma fortaleza inexpugnável, resistindo a todas as tentativas inglesas de tomá-la e constituindo-se, assim, em símbolo da identidade nacional francesa. Após a dissolução da ordens religiosas ditadas pela  read more

Read more

A caminho da Normandia. Deauville.

Estância balnear na costa norte de França, uma gracinha de cidade.
Casinhas giras, lojas caras, hotéis de charme, pessoas famosos, cafés simpáticos, uma praia de perder de vista.
O cenário perfeito para um fim de semana relaxante. Chegamos já ao final da tarde, com tempo apenas para um passeio até à praia e um lanche tardio, mas a vontade de voltar, ficou!
Se estiverem por aqueles lados, um dia destes, não hesitem e incluam Deauville na vossa viagem, será uma surpresa agradável, não se vão arrepender. read more

Read more

We will always have Paris… #2

 A Ópera de Paris, merece sem dúvida uma visita. Inaugurada em 1875, foi desenhada por Charles Garnier, o mesmo autor da ópera de Monte Carlo no Mónaco.
Não só o exterior do edifício, mas o seu interior ricamente ornamentado merecem uma visita. Datado de  1864, o tecto da sala principal, pintado por Marc Chagall é o ex-libris do edifício.

Read more

Versailles #2 – o Palácio

Símbolo da monarquia absoluta francesa, o Castelo de Versalhes foi mandado construir em 1664 por Luís XIV, o rei “Sol” e lá instalou o centro de poder da monarquia da época. Foi residência real durante mais de um século. À data da Revolução Francesa, 1789, vivia no palácio a Raina Maria Antonieta (mulher do Rei Luís XVI), odiada pelas cortes e pelo povo, que acabaria, tal como o marido, condenada à morte na guilhotina. Eu e a Maria Antonieta!

Read more